Versos & Inversos

Versos que um dia sufoquei
no fundo da alma que se calou...
por décadas eu me fechei
meu coração não declamou....

E tudo na alma foi inverso
num túmulo interno eu jazia
este mundo tão reverso
e o verso em mim morria....

Procurava lugar para pousar
em meu vôo triste e solitário
minha alma ia repousar
num mundo imaginário....

Mais de mil versos não escrevi
porque os versos não se desprendiam
assim um pouco eu morri
não saiam os versos que queriam....

Mas enfim um dia ressucitei
sai da triste prisão interna
que eu mesma decretei....
criando a minha caverna...

Agora liberta me torno eu
o que eu sou e que eu quis ser
enfim a minha alma entendeu
que uma poeta não pode morrer,,,,

Quero em meus versos viver
e solta-los como faiscas ao vento
e tudo em mim transparecer....
na luz de todo pensamento....

Eu não quero compor o inverso
daquilo que eu entendo como amor
quero vida e paz em cada verso
porque não sou poeta da dor......

Comentários

  1. Teresa Cristina de Barros11 de dezembro de 2011 04:35

    SEU POEMA É LINDO E NOBRE , MAS DESAPEGA DA DOR ........POR FAVOR ....AMOR ...BEIJÃO !!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário