ZONA DE CONFORTO






 

Na poesia encontrei o meu conforto
é o meu canto encantado no coração
é o meu mais repousante porto
onde refaço a minha inspiração

Sinto-me em linho ao meio de farrapos
Sinto-me num aquário em águas salgadas
a poesia é seda entre trapos
minha zona de conforto perfumada

Queria prender-me  entre versos
e ser lida com muita ternura
é a zona mais linda do universo
que traz para mim suave ventura

Estou na poesia exilada
porque na poesia eu me realizo
zona de conforto tão sagrada
nos singelos versos que improviso

Se no mundo não for mais encontrada
hão de me encontrarem na poesia
zona em que estarei imortalizada
para a minha sincera alegria.




Comentários